whitney thompson para panache

Whitney Thompson, de 26 anos, foi a vencedora do reality America’s Next Top Model em 2008. Whitney foi a primeira modelo plus size a ganhar o reality show e, recentemente, posou para a grife Panache. A coleção ganhou o nome de Sculptresse e foi especialmente projetada para atender do número 36 ao 46 com bastante conforto.

“Sou uma garota cheia de curvas, e sempre tive problemas para encontrar uma lingerie que oferecesse um suporte legal, com um estilo bacana. Fiquei muito contente por ter encontrado tudo isso nesta coleção. […] Senti que fiquei mais feminina e sensual quando coloquei as peças, e isso é importante para mulheres cheias de curvas”, disse Whitney.

A gente não duvida nadinha que as peças ficaram incríveis nela, né?! :)

whitney thompson para panache

whitney thompson para panache

whitney thompson para panache

whitney thompson para panache

whitney thompson para panache

doutzen kroes linda para telegraph

doutzen kroes linda para telegraph

doutzen kroes linda para telegraph

#comofas com essa mulher linda que é a Doutzen Kroes? Nesse ensaio para a revista Telegraph Magazine, ela está com roupas extremamente básicas e confortáveis e quase sem maquiagem. Acho que isso pode ser uma lição pra gente: não precisa estar muito montada para estar bonita, né? Talvez seja bem o contrário: quanto mais naturais e felizes com a nossa aparência, mais linda ficamos! :)

+ Fotos

água fresca: primavera/verão 2014

falei aqui antes do quão linda é a marca mineira Água Fresca. E na coleção de primavera/verão 2014, isso se confirma. “Singeleza” se inspira nas rendeiras de Sabará, um artesanato super delicado e feminino que é muito importante para a cultura local. Logo, a renda é a grande estrela da coleção. E eu adoro isso! :) Na paleta de cores, o rosa, o azul, o verde e os lindos tons pastel. Nas estampas, os florais de efeito aquarelado, composições monocromáticas e um mix de estampas.

água fresca: primavera/verão 2014

água fresca: primavera/verão 2014

água fresca: primavera/verão 2014

água fresca: primavera/verão 2014

O vídeo da campanha foi feito pelo estúdio, também mineiro, Chágelado. Tão delicado e singelo que dá vontade de entrar nesse universo, não acham? *_* Adorei!

água fresca: primavera/verão 2014

rachel rector lingerie

Gosto de conhecer sempre novos designers de lingerie. Acho que temos muitos “mais do mesmo” nesse mercado e, quando surge alguma novidade, é interessante de se ver. Rachel Rector é uma delas. Conheci há pouquíssimo tempo o seu trabalho, mas já afirmo que ela muda bastante o conceito de lingerie. Rachel espera que suas consumidoras encarem as roupas de baixo também como moda.

A sua inspiração para a primeira coleção de Primavera/Verão 2014 foram os vitrais, as cores saturadas do pôr-do-sol e a flora debaixo de um céu de inverno de Portland, cidade onde mora a estilista.

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

rachel rector

A única coisa de ruim que vejo nas suas coleções é o fato de que as lingeries só servem para as mais magrinhas. Suas peças não possuem sustentação para seios maiores, infelizmente. Mas não deixa de ser um trabalho lindo, não é? :)

as lingeries da farm

A Farm é uma marca que toda brasileira conhece. Ela possui esse clima de veraneio e frescor que a gente tanto ama! Mas além das roupas e dos acessórios lindos, a Farm também possui suas lingeries – que são uma fofura! São leves e delicadas e combinam demais com o estilo da marca.

as lingeries da farm

as lingeries da farm

as lingeries da farm

Acho que eu poderia dizer que as lingeries da Farm são uma coisa: descomplicadas. São confortáveis e deixam a gente livre com tangas e bralettes de tule. Não tem nada melhor que isso, né? Olha só algumas peças que você pode encontrar no e-Farm:

as lingeries da farm

R$89 | R$79 | R$79

as lingeries da farm

R$69 | R$69 | R$69

as lingeries da farm

R$29 | R$29 | R$39

Os preços podiam ser mais amigos, mas até que não diferem tanto do que encontramos por aí. Toda vez que eu acho algo bonito na Hope tenho uma síncope por causa do preço, heheh.

daisy lowe para linha de lingerie da free people

Daisy Lowe é filha de Pearl Lowe, estilista, e Gavin Rossdale, vocalista do Bush. Ela é modelo e fica mais incrivelmente linda nos editoriais quando está de cara limpa, como nesse da Free People. Quando crescer quero ser igual a você, Daisy, hahah. Na nova linha de lingerie da Free People, os  conjuntinhos pretos ganham seu charme no dia a dia, mesmo embaixo de blusas brancas – mostrando que o básico é muito sexy!

daisy lowe para linha de lingerie da free people

daisy lowe para linha de lingerie da free people

daisy lowe para linha de lingerie da free people

daisy lowe para linha de lingerie da free people

daisy lowe para linha de lingerie da free people

Mas talvez o mais fofinho disso tudo seja o vídeo da campanha. É até um momento de quem nunca, né? Hahah ;)

a linha de lingerie da free people

Sempre falo lá no Teoria Criativa o quanto gosto da Free People. A marca investe num estilo tão desprendido, leve, pé na grama… livre! A atmosfera dos lookbooks e catálogos sempre me contagia, tenho que admitir.

Fiquei super feliz ao ver que eles lançaram uma linha de lingerie também, denominada The Intimates Journal. Clicada pelo fotógrafo David Bellemere e  modelado por Sophie Vlaming, o editorial é, resumido em uma palavra, etéreo. As lingeries são realmente lindas, com muita renda e conforto. Além de calcinhas e sutiãs, a Free People também investiu em roupas de dormir transparentes e bem delicadas.

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

a linha de lingerie da free people

usar sutiã é mesmo necessário?

Você entra numa loja de lingerie e se depara com inúmeros tamanhos e modelos de sutiãs diferentes. Escolhe alguns (às vezes, dois idênticos, mas de tamanhos diferentes) e vai ao provador. Você experimenta, analisa, olha aqui, olha ali… Vê que esse está um pouquinho apertado e decide experimentar outro modelo. O segundo ficou certo, mas, infelizmente, o modelo não te favoreceu. E eis o grande dilema. Poucas são as mulheres que sabem realmente o que fica bom no corpo delas. Ou seja, na maioria das vezes, levam sutiãs que não seriam os perfeitos para sua silhueta.

Comprar sutiã é realmente uma odisseia e tanto, mas e se, um dia, um cientista francês te dissesse que você nem precisa ter todo esse trabalho com a parte de cima da lingerie? E se ele afirmasse que usar sutiã é totalmente desnecessário? Bom, o nome desse novo ídolo do público masculino é Jean-Denis Rouillon, do Centro Hospitalar Universitário de Besançon, que passou 15 anos estudando os seios de 130 mulheres (que se dispuseram a não usar sutiã) para fazer tal afirmação.

A pesquisa controversa de Rouillon concluiu que os seios, sem sutiã, cresceriam mais e não seriam afetados pela temida lei da gravidade. De acordo com ele, a peça poderia atrofiar os seios e ser a causa de muitas dores nas costas. Rouillon afirma que usá-los não é um ato saudável para o corpo feminino, mesmo na prática de esportes.

Na sua pesquisa, 42% das mulheres se sentiram desconfortáveis ao deixar de usar sutiã, mas se acostumaram depois de três meses. Para ele, os seios não se beneficiam (do ponto de vista médico, psicológico e anatômico) ao serem privados da gravidade. Pelo contrário: eles permanecem durinhos, no lugar e a pele fica mais bonita. Mas mesmo com essas descobertas, Rouillon não diz que as mulheres devem abandonar os sutiãs. Sua pesquisa é apenas preliminar e indica resultados só numa pequena parte da população.

usar sutiã é mesmo necessário?

Depois de conhecer um pouco sobre os estudos do pesquisador, me peguei pensando em algo. E se realmente for verdade que os sutiãs danificam o corpo? Pela história e evolução da lingerie, vimos que muitos elementos foram abolidos do guarda-roupa feminino justamente por não serem saudáveis. O espartilho é um desses exemplos. Quantas mulheres já não desmaiaram por o apertarem demais? Quantos efeitos absurdos não conhecemos de lingeries que mais machucavam do que modelavam? Essa pesquisa pode ser (quem sabe) um passo para mudança nas roupas íntimas femininas.

Claro que sempre precisamos pensar nos dois lados da história. A doutora Joanna Scurr, da Universidade de Portsmouth, é uma expert na biomecânica dos seios. Ela afirma que mesmo  uma simples ação, como andar pela rua, é um movimento muito desconfortável para o busto lidar. Os sutiãs dão suporte e uma silhueta suave à mulher. Já Charles Hunt, da Escola Britânica de Osteopatia, afirma que, se os seios não possuem um surporte, a frente do corpo pode sofrer uma pressão, causando problemas no pescoço e coluna.

Bom, enquanto a moda não pega, vou usando meus conjuntinhos de lingerie normalmente. Mesmo que os sutiãs não sirvam para nada, pelo menos ajudam a gente a se sentir mais bonita, né não? :)

+ DailyMail

água fresca: outono/inverno 2013

O mercado mineiro da moda é bastante rico. Não só para roupas, bolsas e sapatos, mas para lingeries também. E um dos exemplos é a marca Água Fresca. As peças, além de lindas, são muito confortáveis e cabem no bolso. No início deste mês, a marca lançou a coleção de outono/inverno 2013 Vossa Alteza, inspirada em realezas mundiais. As linhas têm nomes de rainhas, como Maria Antonieta, Elizabeth I e Rainha Vitória, mas também de princesas mais modernas, como Grace Kelly e Kate Middleton.

água fresca: outono/inverno 2013

água fresca: outono/inverno 2013

Os principais tecidos usados nessa coleção são veludo devorê, cetim, chiffon, lurex e renda guipure. A paleta de cores envolve, além do usual preto, também bordô, azul marinho, off white e dourado. O vídeo da coleção ficou uma graça, olhem só:

Enquanto estou aqui em Lisboa, não posso conferir de pertinho as novidades, mas indico demais para as leitoras de Belo Horizonte! Babem na coleção por mim! Hahah. :D Aqui tem o catálogo da marca online.

Obrigada , Carol Miyuki, pela dica! ^_^

A marca Addition Elle é especialmente direcionada para as consumidoras plus size. A sua nova coleção de lingerie Be a Showstopper formou parceria com três blogueiras norte-americanas bastante influentes: Karyn, do Killer KurvesNadia, do Nadia Aboulhosn e Sarah, do Queen Sized Flava. Por que as três? Eles escolheram blogueiras que estavam completamente confortáveis com seus corpos para incentivar suas clientes a sentirem o mesmo.

campanha #beashowstopper

campanha #beashowstopper

campanha #beashowstopper

campanha #beashowstopper

campanha #beashowstopper

campanha #beashowstopper

campanha #beashowstopper

O objetivo da marca é acabar com a ideia de que ser sexy está limitada a apenas um certo tipo de corpo ou tamanho. Para o vice-presidente de Marketing da Addition Elle, Roslyn Griner, ter as blogueiras modelando com as lingeries ajuda a acabar com o tabu da indústria da moda que valoriza apenas um restrito tamanho de roupa.

Como adoro campanhas assim! Não só por causa das blogueiras, mas por causa das próprias consumidoras que agora são ouvidas. É um pequeno passo, mas que incentiva outras marcas a fazerem o mesmo. A gente torce para que a tendência seja mesmo essa: valorizar o corpo natural da mulher, para que ela se sinta sexy sempre, não importando o tamanho de lingerie que veste!